sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Resenha: O Arquiteto do Esquecimento, Marcos Bulzara

O Arquiteto do Esquecimento
de Marcos Bulzara, 470 páginas - Life Editora

Sinopse: 
"Conheça a impressionante história de Doran Visich. Ele sobreviveu milagrosamente aos campos de concentração nazistas e transformou-se no gênio por trás da maior criação da indústria farmacêutica mundial: uma droga capaz de apagar a memória humana. Mesmo depois de vencer inúmeras barreiras, ganhar milhões e conquistar posição de destaque no mundo da ciência, ainda existe uma culpa que o prende ao passado e o impede de ser feliz. Até o dia em que ele finalmente conhece a verdade que buscou por mais de cem anos! O Arquiteto do Esquecimento revela uma trama visceral e emocionante. Você será arrebatado numa história de ódio e perdão; de perseverança e resgate; de esperança e salvação."

Um livro que conta a vida de Doran Visich, desde sua infância até sua morte, passando pela Segunda Guerra Mundial e a Guerra Fria, os sofrimentos pelo qual passou desde sua infância ao ver ocorrer um acidente grave com sua irmã, no qual ele se culpa e a sua busca por uma vida tranquila, a sua redenção e o autoperdão.

Ao iniciar a leitura, temos uma parte introdutória onde vemos o personagem em um momento perceptivelmente difícil para ele, onde ele irá colocar um plano em ação e, após isso, o texto passa para um momento no futuro da história no qual vemos a filha dele, descobrimos que Doran está em coma e que há algo que a filha precisa fazer pelo pai.

Após a introdução, o livro será divido em cinco partes. A primeira parte conta a infância de Doran Visich, o acidente com sua irmã e as conseqüências disso. A segunda conta sua prisão, a separação e morte da família pela guerra e o sofrimento vivido nos campos de concentração. A terceira parte fala sobre a mudança na vida de Doran, sobre seu trabalho e o seu casamento. A quarta parte vai falar do nascimento de sua filha, do seu relacionamento com ela, do seu trabalho no qual foi coagido a realizar e que ele lamenta de tê-lo que fazer, pois o lembra da Guerra, de sua busca pela irmã e, por fim, o momento difícil que sua filha irá passar. Na última parte, temos as conseqüências da decisão de Doran para ajudar sua filha e como a filha irá administrar as pendências deixadas por Doran no momento em que ele entra em coma e o momento de sua redenção e morte.

A história é fantástica, belíssima! Conta, como já foi dito acima, a história de Doran com detalhes minuciosos, contando desde sua infância até sua morte. Esse nível de detalhamento ajuda a você compreender a história de vida, a dor e o sofrimento dele, além, no caso destes dois últimos, senti-los também. Ela contada de forma que se possa entrar inteiramente na história do protagonista, como se você estivesse sempre ao lado dele o observando enquanto todos os eventos marcantes e sendo seu confidente. No livro vemos que, pode haver alguém bom em meio a tanta crueldade, o que a ganância pode causar de mal às pessoas. E o epílogo traz um lindo momento que pode ter um duplo sentido: um belo futuro à frente ou lembranças de um passado onde todos eram inocentes.

Ao ler o livro podemos ver que houve uma excelente pesquisa histórica. Os dados históricos foram adaptados à história sofrendo pequenas modificações que ficaram bastante coerentes e não houve nenhuma distorção ou falha neles, a ponto de podermos dizer que poderiam se passar por fatos totalmente verídicos. A história contada no livro também é bastante coerente e sem falhas, apesar de ser bem extenso, tanto em texto quanto em fatos. O autor consegue fazer com que toda a história apesar de bastante longa, não perca seu sentido ou deixe de faltar explicações.

Um dos seus maiores pontos positivos é também um ponto negativo: o tamanho da história. O livro, como disse logo acima, possui uma história extensa e isso torna o livro com um ritmo lento nas duas primeiras partes. Só a partir da terceira que o ritmo da história melhora e a leitura se torna mais agradável. O outro ponto negativo do livro é algo que vou insistir sempre que o vir: parágrafos bastante longos. Não acho que parágrafos assim sejam agradáveis à leitura e são péssimos quando não se pode ler por muito tempo. E, para aqueles que não tem uma boa concentração podem ser desestimulantes à leitura.

Falar do desenvolvimento do personagem é falar do livro, então não falo nada sobre isso. Portanto, para finalizar, quero dizer que este foi um dos melhores livros que li na vida. Fantástico, com uma história de superação linda e com um final magnífico, digno de toda a história!

3 comentários:

  1. Maravilhosa a sua resenha. Nao tinha ouvido falar desse livro ainda. Mas fiquei bem curiosa e com muita vontade de ler.

    bjs.

    http://booksandmuchmore.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Ótima resenha, conheci este título a pouco em um blog que estou sempre visitando. Parece ser realmente muito bom e sua resenha esclareceu muitas coisas que estava querendo saber sobre.

    Adorei o blog e quero saber todas as novidades! Já estou seguindo. Espero que curta o meu!
    http://pronomeinterrogativo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oii, primeira visitinha por aqui o/
    Adorei seu blog! Muito fofo...
    Estarei comentando seus post!
    E seguindo, me segue também!
    Bjss *-*
    http://territoriodascompradorasdelivro.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Deixem que a sua imaginação voe!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...